Converge e Sick of it All em São Paulo | PixelTicket

Converge e Sick of it All em São Paulo

21 de março de 2020 às 18:00

Carioca club VER MAPA

Rua Cardeal Arcoverde, 2899, 05407-004, Pinheiros, São Paulo, SP

IngressosIdentificaçãoResumoPagamento
Setor
Qtd

PISTA - MEIA / PROMOCIONAL

Lote: 3º Lote

Valor: R$ 150,00

CAMAROTE - MEIA/PROMOCIONAL

Lote: 2º Lote

Valor: R$ 210,00

Informações

Converge vem ao Brasil pela 1º vez em março de 2020

Veterana banda norte-americana faz uma mistura única e mundialmente reconhecida entre o hardcore e o metal; será show único em São Paulo

A espera enfim terminou. A Powerline orgulhosamente anuncia a histórica banda norte-americana Converge para fazer a tão aguardada estreia no Brasil – será show único, dia 21 de março de 2020, no Carioca Club, em São Paulo. Após quase 30 anos de carreira, o quarteto vem ao país como ícone absoluto do hardcore metal, dono de álbuns com status de clássicos devido à genialidade da profundidade e peso das composições de impacto descomunal.

Pioneiros nos idos dos anos 90 na mistura entre o hardcore e o metal, o quarteto de Salem (Massachusetts) baseado em Boston é, sem dúvida, uma das bandas mais pedidas nas últimas duas décadas para se apresentar no país. São seguidos de perto por uma enorme legião de fãs, fanáticos pelas diversas texturas sonoras e a aura caótica oferecidas em doses cavalares, numa intensidade e dinâmica comparadas ao que fazem bandas tão seminais quanto, como Neurosis, The Dillinger Escape Plan e Norma Jean.

O Converge é mundialmente conhecido pelo autêntico – e pontual – rótulo ‘hardcore torto’, devido aos criativos, estridentes, pesados, carregados de groove e às vezes ora progressivos, ora complexos riffs. A pluralidade do Converge é criar músicas que dilaceram e, quase num mesmo instante, trazem conforto. A ousadia também é uma constante na carreira da banda: facilmente se encontram elementos de outras vertentes entre as músicas, como punk, thrash metal e até noise, sem nunca perder o fio condutor agressivo e barulhento.

O mais recente lançamento, o oitavo álbum da discografia, é The Dusk in Us (2017), que trilha os mesmos caminhos do anterior, o aclamado All We Love We Leave Behind (2012, com resenhas de destaque na Pithfork, Kerrang e Consequence of the Sound). Aqui, Jacob Bannon (vocal), Kurt Ballou (guitarra), Nate Newton (baixo) e Ben Koller (bateria) soam mais melódicos e menos ríspidos do que o clássico Jane Doe (2001), quase que unânime como um dos discos mais influentes da música pesada dos anos 2000.

Muito dos louros do Converge, aliás, é graças à criatividade e experiência de do guitarrista Kurt, também um renomado produtor – é proprietário do estúdio GodCity, onde gravam High on Fire, Everytime I Die, Cave In, Orchid, Iron Reagan, entre outras. O baixista Nate é outro membro com uma intensa carreira paralela ao Converge: divide seu tempo como guitarrista e vocalista do supergrupo de sludge Old Man Gloom, além de também estar à frente do Doomriders e, recentemente, ter sido o baixista do Cavalera Conspiracy (banda formada pelos irmãos ex-Sepultura, Igor e Max).

De uma banda histórica, a expectativa é nada menos do que um show histórico para marcar a estreia do Converge no Brasil, fazer vale a pena a espera de décadas e ser um daqueles eventos que pessoas lembrarão e comentarão por anos a fio.